17/08/2009

Melhores de 2009 - Música, Parte 1

Melhores de 2009
Música, Parte 1


Surpreso em encontrar um "Melhores de 2009", em pleno agosto? Explico: quando chega dezembro ou janeiro, acabo ficando com um certo receio de fazer listas muito longas, o que geralmente implica em uma concisão que sacrifica muita coisa legal. Assim, decidi dividir a minha eleição das melhores músicas do ano em duas etapas que renderão dois cds com 15 músicas cada. A primeira parte, com o que rolou de melhor no primeiro semestre, você baixa AQUI e agora. Procurei um equilíbrio entre artistas mais famosos e as muitas novidades que conheci este ano. Acho que ficou legal. Divirta-se e comente!


01 - U2 - "Magnificent"
Logo depois da faixa-título, No Line On The Horizon nos presenteia com uma das mais vigorosas canções do U2 em tempos recentes, com um trabalho espetacular de The Edge nas guitarras, como de costume. Para cantar alto e recuperar a fé na humanidade.

02 - Wilco - "You And I"
O Wilco lançou disco novo meio que de supresa. Felizmente, Jeff Tweedy e banda continuam mestres em melodias simples e arrebatadoras, como esta, que é um dueto com a musa indie Feist. Lindo é pouco.

03 - The Von Bondies - "21st Birthday"
Apadrinhados pelo incansável Jack White (do Whites Stripes, Raconteurs e Dead Weather), The Von Bondies fazem punk pop rápido e divertido, com o peso ligeiramente domesticado desde o disco anterior.

04 - Doll & The Kicks - "If You're Gonna Leave Me"
Essa banda chamou minha atenção por ter sido convidada a abrir alguns shows da atual turnê de Morrissey. Depois, pelas melodias pop perfeitas às guitarras, radiofônicas e com um toque da década de 80.

05 - The Sounds - "4 Songs And A Fight"
Pra quem gosta de Rilo Kiley, mais uma banda de vocal feminino, esta vinda da Suécia. O som é pop para as melhores rádios e traz (de novo!) os anos 80 em seu DNA.

06 - Golden Silvers - "Magic Touch"
A comparação mais recorrente para este trio é o Roxy Music. Bom, eu não conheço o RM o suficiente para dizer se é isso mesmo ou não, mas o Golden Silvers tem personalidade e faz um pop nostálgico e interessante, que passa longe do óbvio.

07 - Lily Allen - "The Fear"
O segundo disco de Lily Allen não teve tanta repercussão quanto sua estréia e já é consenso que a moça precisa ampliar seus recursos vocais. Mesmo devendo no geral, Lily ainda é capaz de faixas dançantes e provocantes.

08 - La Roux - "Fascination"
Ah, os anos 80 jamais nos deixarão em paz - e, por um lado, isso é ótimo. Veja o La Roux, por exemplo: o cabelo da vocalista pode ser meio A Flock Of Seagulls, mas o som atualiza Eurythmics para o século 21.

09 - Gossip - "Men In Love"
Demorei a descobrir o Gossip, mas cheguei no melhor momento: Music For Men joga um molho disco na panela do punk pop de Beth Ditto, que casa perfeitamente com sua voz "eu sou neguinha?". Peso de rock e balanço de funk. Muito bom!

10 - Noisettes - "Wild Young Hearts"
Eu dei a dica alguns meses atrás. Se você não levou fé, é hora de corrigir sua falha: Noisettes é uma das mais gratas surpresas da primeira metade do ano. Soul e punk em harmonia, para deixar rolar no repeat.

11 - The Asteroids Galaxy Tour - "The Sun Ain't Shining No More"
Agora você já pode dizer que conhece uma banda da Dinamarca: o vocal lembra um pouco o que seria a Duffy gripada, mas a melodia é puro soul bubble gum, engraçado à primeira audição, mas viciante no instante seguinte.

12 - Phoenix - "1901"
O disco novo do Phoenix foi um dos mais aguardados por mim no começo deste ano. Mesmo com um brilho um pouco menor que nos trabalhos anteriores, o trio francês ainda consegue mostrar um talento pop invejável.

13 - Morrissey - "Something Is Squeezing My Soul"
O homem eleito "o ser mais maravilhoso do mundo" envelhece como um bom vinho. É lindo vê-lo recuperar-se tão bem do ostracismo a que foi relegado entre 1997 e 2004. A caneta continua afiada e a voz, cada vez melhor.

14 - Tinted Windows - "Cha Cha"
"Supergrupo" para lá de improvável, o Tinted Windows reúne, entre outros, James Iha (do Smashing Pumpkins) e Taylor Hanson (sim, do Hanson!). O disco é pop até o talo e eu já disse isso aqui antes: tenho um fraco por canções com palminhas!

15 - Paolo Nutini - "Coming Up Easy"
Quem diria que um cara com esse nome seria, ao invés de um daqueles medonhos italianos metidos a líricos, um candidato a novo Ray Charles? Irlandês, branco de voz negra e muito jovem, Paolo Nutini ainda nos dará outras alegrias, escreva isso.